Informações técnicas


Este blog é dedicado à divulgação das atividades do Clube de Astronomia e do Observatório Astronômico Didático Capitão Parobé do Colégio Militar de Porto Alegre.

Localização

Pátio do 1º CTA, Rua Cleveland, 250, com entrada pelo 1º CGEO, antiga 1a. DL, bairro Santa Tereza, Porto Alegre

Rio Grande do Sul – Brasil

30º03’55”SUL 51º13’04”OESTE

Altitude: 75m

Características óptico-físicas do telescópio Celestron C11

Sistema óptico: Catadióptrico Schmidt-Cassegrain; Abertura (D): 11pol (279,4mm); Distância focal do espelho primário(F): 110,2 pol (2799,1mm); Razão focal (número f) = F/D: f/10; Maior aumento útil: 660X; Menor aumento útil: 42X; Poder de resolução (s) = 11,6”/D: 0,42”; Resolução fotográfica: 200 linhas/mm; Poder de concentração de luz: 1593X; Magnitude visual limite m lim = 7,5 + 5log (D): 14,73; Foco próximo com ocular: 60’; Foco próximo com câmera: 60’; Comprimento do tubo óptico: 25 pol (635,0mm); Massa: 27,5 libras (12,5kg).

Características óptico-físicas do telescópio Celestron CPC800

Sistema óptico: Catadióptrico Schimidt-Casegrain; Abertura: 8pol (203,2mm); Distância focal: 2032mm (80”); Número f: f/10; Maior aumento útil: 480X; Menor aumento útil: 29X; Poder de resolução: 0,57”; Resolução fotográfica: 200linhas/mm; Poder de concentração de luz: 843X; Magnitude visual limite: 14,04; Comprimento do tubo óptico: 17” (43,18cm); Massa: 42 libras (19,1kg).

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

PASSAGEM DE ASTEROIDE NESTE FINAL DE SEMANA



Neste domingo, 07/09/2014, um asteroide das dimensões de uma casa, nomeado “2014 RC” passará pelo sistema Terra-Lua, quase dentro da orbita geossincrônica dos satélites. Na sua maior aproximação, em 7 de setembro, em torno de 18h18 UTC, a rocha espacial de 20 metros de largura passará exatamente a 40.000km acima da Nova Zelândia. O diagrama abaixo desenvolvido pela NASA mostra a geometria do encontro:

Este encontro não apresenta perigo para a Terra.

O asteroide 2014 RC foi descoberto na noite de 31 de Agosto pelo Sistema Catalina Sky Survey em Tucson, Arixona, EUA, e independentemente detectada na  noite seguinte pelo telescópio Pan-STARRS 1 localizado no topo do Haleakala, em Maui, Hawaii. Os observações que se seguiram confirmaram a órbita do 2014 RC: ainda se encontra além da órbita de Marte.

A aproximação dessa rocha especial oferecerá aos pesquisadores uma oportunidade ímpar para estudar alguns mistérios que cercam os asteroides desse tipo. Mesmo astrônomos amadores estarão habilitados a acompanhar a aproximação. Pela hora da maior aproximação ele aparecerá com magnitude de +11,5 passando pela constelação de Pisces. Isso significa que será invisível ao olho humano, mas será um alvo relativamente fácil para os telescópios de médio e pequeno portes equipados com câmeras CCD. [efemérides] [órbitas 3D]

De acordo com a NASA “[a órbita do 2014 RC] o trará de volta para as vizinhanças do nosso planeta futuramente. Os movimentos futuros desse asteroide serão mais acuradamente monitorados, porém nenhum encontro ameaçador para a Terra foi ainda identificado.

            Recent & Upcoming Earth-asteroid encounters:
Asteroide
Data(UT)
Distância aproximada
Tamanho
Sep 1
5.5 LD
17 m
Sep 3
7.9 LD
34 m
Sep 4
2.4 LD
14 m
Sep 5
6.7 LD
28 m
Sep 7
0.1 LD
19 m
Sep 9
1.9 LD
3 m
Sep 9
47.9 LD
1.8 km
Sep 16
2 LD
34 m
Sep 19
65.9 LD
1.1 km
Sep 26
34.6 LD
1.1 km
Sep 30
61.2 LD
1.1 km
Oct 7
35.5 LD
1.9 km
Oct 9
5.8 LD
34 m
Oct 31
52.4 LD
1.0 km

Notas: LD significa "Lunar Distance." 1 LD = 384,401 km, a distância média entre a Terra e a Lua. 1 LD também equivale a 0.00256 AU (Unidade Astronômica, que é a distância entre a Terra e o Sol, de aproximadamente 150.000.000km). MAG é a magnitude visual do asteroide na data de maior aproximação.

Tradução, versão e adaptação livre de Luiz Carlos Gomes, a partir da página eletrônica http://spaceweather.com/ em 05/09/2014.