Informações técnicas


Este blog é dedicado à divulgação das atividades do Clube de Astronomia e do Observatório Astronômico Didático Capitão Parobé do Colégio Militar de Porto Alegre.

Localização

Pátio do 1º CTA, Rua Cleveland, 250, com entrada pelo 1º CGEO, antiga 1a. DL, bairro Santa Tereza, Porto Alegre

Rio Grande do Sul – Brasil

30º03’55”SUL 51º13’04”OESTE

Altitude: 69m

Características óptico-físicas do telescópio Celestron C11

Sistema óptico: Catadióptrico Schmidt-Cassegrain; Abertura (D): 11pol (279,4mm); Distância focal do espelho primário(F): 110,2 pol (2799,1mm); Razão focal (número f) = F/D: f/10; Maior aumento útil: 660X; Menor aumento útil: 42X; Poder de resolução (s) = 11,6”/D: 0,42”; Resolução fotográfica: 200 linhas/mm; Poder de concentração de luz: 1593X; Magnitude visual limite m lim = 7,5 + 5log (D): 14,73; Foco próximo com ocular: 60’; Foco próximo com câmera: 60’; Comprimento do tubo óptico: 25 pol (635,0mm); Massa: 27,5 libras (12,5kg).

Características óptico-físicas do telescópio Celestron CPC800

Sistema óptico: Catadióptrico Schimidt-Casegrain; Abertura: 8pol (203,2mm); Distância focal: 2032mm (80”); Número f: f/10; Maior aumento útil: 480X; Menor aumento útil: 29X; Poder de resolução: 0,57”; Resolução fotográfica: 200linhas/mm; Poder de concentração de luz: 843X; Magnitude visual limite: 14,04; Comprimento do tubo óptico: 17” (43,18cm); Massa: 42 libras (19,1kg).

domingo, 19 de julho de 2015

Aluno do CMPA parte para a Indonésia para participar de Olimpíada Internacional de Astronomia em Astrofísica

Na tarde de hoje o aluno Pedro Henrique da Silva Dias partiu para a cidade de Yogyiacarta, em Java, Indonésia, para participar da 9thInternational Olympiad of Astronomy and Astrophysics (9th IOAA), entre 26 de julho e 4 de agosto, conforme cronograma exibido no site do evento:

Arrival of Participants and Observers, 26 July 2015
Opening Ceremony (at the evening), 27 July 2015
The Competition 28 July, 2 August 2015
Excursion and Closing Ceremony, 3 August 2015
Departure, 4 August 2015

O aluno Pedro Dias, como já foi divulgado em reportagem anterior foi selecionado em abril para compor a equipe de cinco alunos brasileiros para participar da 9th OIAA. Desde aquela data o aluno Pedro Dias, do Terceiro Ano do Ensino Médio, tem dedicado a maior parte do seu “tempo livre” para se preparar para essa olimpíada. Para tanto tem estudado em casa e participou de dois encontros de preparação promovidos pela equipe de professores organizadores e acompanhantes da equipe olímpica brasileira, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Na última semana de aula, devidamente autorizado pela Sub-Direção de Ensino do CMPA, o aluno Pedro Dias não compareceu às aulas regulares do Terceiro Ano para poder mergulhar completamente nos estudos de astronomia e astrofísica. Fez do Laboratório de Física sem local de estudos lá passando as manhãs e tardes com a mesa cheia de livros e acessos eletrônicos, bem como dispondo da ajuda dos professores de física que por lá se encontravam.


Desejamos sucesso ao aluno Pedro Dias, que mais uma vez vai representar o CMPA numa jornada internacional envolvendo astronomia e astrofísica, duas disciplinas não curriculares no ensino brasileiro.


Veja mais:

http://www.cmpa.tche.br/index.php/noticias/41100-aluno-parte-para-a-indonesia-para-competir-pelo-brasil-na-olimpiada-internacional-de-astronomia

http://clubedeastronomiacmpa.blogspot.com.br/2015/04/alunos-do-cmpa-selecionados-para.html



Lua, Vênus, Júpiter e Regulus comandam espetáculo no céu

No final da tarde e início de noite do dia 18 de julho de 2015, A lua-crescente, o planeta Vênus, o planeta Júpiter e a estrela Regulus propiciaram aos apreciadores do céu um raríssimo espetáculo no céu. Para quem olhou a configuração formada pelos quatro astros conseguiu presenciá-los configurando uma cruz, a exemplo do Cruzeiro do Sul. Em foto tirada com meu iPhone às 18h51, da rua Domingos Martins, frente ao número 546, Bairro Floresta, Porto Alegre, observamos a lua-crescente, Vênus (a mais brilhante, de cima), Júpiter (a brilhante mais inferior) e a mais fraquinha à direita, a Alfa-Leo, ou Regulus, da constelação do Leão, formam uma cruz, a imitar a constelação Cruz (Cruzeiro do Sul). Somando-se a isso, Vênus e a Lua quase formam o crescente islâmico da bandeira da Turquia.