Informações técnicas


Este blog é dedicado à divulgação das atividades do Clube de Astronomia e do Observatório Astronômico Didático Capitão Parobé do Colégio Militar de Porto Alegre.

Localização

Rua Cleveland, 250, bairro Santa Tereza, Porto Alegre

Rio Grande do Sul – Brasil

30º03’55”SUL 51º13’04”OESTE

Altitude: 75m

Características óptico-físicas do telescópio Celestron C11

Sistema óptico: Catadióptrico Schmidt-Cassegrain; Abertura (D): 11pol (279,4mm); Distância focal do espelho primário(F): 110,2 pol (2799,1mm); Razão focal (número f) = F/D: f/10; Maior aumento útil: 660X; Menor aumento útil: 42X; Poder de resolução (s) = 11,6”/D: 0,42”; Resolução fotográfica: 200 linhas/mm; Poder de concentração de luz: 1593X; Magnitude visual limite m lim = 2,5 . log (D / 6,2) 2 + mVS: 14,7; Foco próximo com ocular: 60’; Foco próximo com câmera: 60’; Comprimento do tubo óptico: 25 pol (635,0mm); Massa: 27,5 libras (12,5kg).

Características óptico-físicas do telescópio Celestron CPC800

Sistema óptico: Catadióptrico Schimidt-Casegrain; Abertura: 8pol (203,2mm); Distância focal: 2032mm (80”); Número f: f/10; Maior aumento útil: 480X; Menor aumento útil: 29X; Poder de resolução: 0,57”; Resolução fotográfica: 200linhas/mm; Poder de concentração de luz: 843X; Magnitude visual limite: 14,7; Comprimento do tubo óptico: 17”; Massa: 42 libras (19,1kg).

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Imagens de três planetas e da Lua no pátio do CMPA

Na noite de 15 de junho de 2016, uma noite inicialmente limpa e fria, o 1º Ten QCO Victor Sardinha Bexiga, professor de física do Primeiro Ano do Ensino Médio e um dos coordenadores do Clube de Astronomia e do Observatório Astronômico Didático do CMPA fez belas imagens dos planetas Júpiter, Marte e Saturno, bem como da superfície lunar.


Aproveitando o período favorável de oposição dos planetas Júpiter e Saturno e de maior aproximação de Marte da órbita da Terra, o professor dedicou várias horas e dias de seus momentos livres para atualizar o sistema de imageamento e estudar novos processos de coleta e stacking de imagens. O resultado, ainda incipiente pelas novidades apresentadas pelos novos softwares, está mostrado nas imagens coletadas.

Para apontamento e observação dos planetas foi utilizado telescópio Celestron CPC80 com sistema óptico catadióptrico Schimidt-Casegrain, abertura de 8pol (203,2mm), distância focal de 2032mm (80”), número f f/10, poder de resolução 0,57”. A câmera utilizada foi uma Celestron NexImage model #93712.