Informações técnicas


Este blog é dedicado à divulgação das atividades do Clube de Astronomia e do Observatório Astronômico Didático Capitão Parobé do Colégio Militar de Porto Alegre.

Localização

Rua Cleveland, 250, bairro Santa Tereza, Porto Alegre

Rio Grande do Sul – Brasil

30º03’55”SUL 51º13’04”OESTE

Altitude: 75m

Características óptico-físicas do telescópio Celestron C11

Sistema óptico: Catadióptrico Schmidt-Cassegrain; Abertura (D): 11pol (279,4mm); Distância focal do espelho primário(F): 110,2 pol (2799,1mm); Razão focal (número f) = F/D: f/10; Maior aumento útil: 660X; Menor aumento útil: 42X; Poder de resolução (s) = 11,6”/D: 0,42”; Resolução fotográfica: 200 linhas/mm; Poder de concentração de luz: 1593X; Magnitude visual limite m lim = 2,5 . log (D / 6,2) 2 + mVS: 14,7; Foco próximo com ocular: 60’; Foco próximo com câmera: 60’; Comprimento do tubo óptico: 25 pol (635,0mm); Massa: 27,5 libras (12,5kg).

Características óptico-físicas do telescópio Celestron CPC800

Sistema óptico: Catadióptrico Schimidt-Casegrain; Abertura: 8pol (203,2mm); Distância focal: 2032mm (80”); Número f: f/10; Maior aumento útil: 480X; Menor aumento útil: 29X; Poder de resolução: 0,57”; Resolução fotográfica: 200linhas/mm; Poder de concentração de luz: 843X; Magnitude visual limite: 14,7; Comprimento do tubo óptico: 17”; Massa: 42 libras (19,1kg).

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Terceiro dia no GTTP 2012



CLUBE DE ASTRONOMIA DO COLÉGIO MILITAR DE PORTO ALEGRE
OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO DIDÁTICO CAPITÃO PAROBÉ

Galileo Teacher Training Program - GTTP 2012 – 3º Dia

Começamos a terceira jornada de atividades no Programa de Formação de Professores Galileu, neste dia 25 de outubro, contemplando as manchas solares projetadas por alunos de Física da UFRGS utilizando um Galileuscópio. Posteriormente, iniciou-se o ciclo de palestras através do Prof. Horácio Dottori (UFRGS), com uma bela apresentação da “Estrutura em Grande Escala do Universo”, que retomou conceitos relativos às concepções filosóficas do “Quanta ao Quasar” (enfocando as estruturas do Universo e sua composição).
 Em seguida, os participantes da 4ª edição do GTTP puderam, através do software “Salsa J”, estimar a extensão de uma cratera lunar utilizando as relações entre os pixels que formam a imagem captada pelas lentes de um telescópio, codificadas por um receptor CCD, e a variação angular causada pelo objeto observado, na palestra do Prof. Gustavo Rojas (UFSCAR), oficina esta que trará grandes avanços nas observações feitas pelos nossos professores e alunos no Observatório Astronômico Didático Capitão Parobé.
Após o almoço, a atividade prosseguiu com a oficina da Profª. Maria de Fátima de Oliveira Saraiva (UFRGS) sobre “Expansão de Hubble numa transparência”, onde se pode determinar através de atividades com duas transparências sobrepostas a relação de expansão do Universo. Em seguida, a Profª Daniela B. Pavani (UFRGS) desenvolveu a oficina “Fases da Lua e Eclipses”, onde foram apresentados diversos recursos para se ministrar aulas sobre o assunto com simuladores virtuais e materiais de baixo custo. Por fim a Profª Thaísa Storchi Bergmann (UFRGS) nos trouxe uma belíssima apresentação sobre “A idade do Universo”, esclarecendo diversos conceitos sobre as interações físicas dos Buracos Negros Super-Massivos e Núcleos de Galáxias ativas.

     Gramado – RS, 25 de outubro de 2012
                   Gentil César Bruscato – 1º Ten QAO
Victor Sardinha Bexiga – 1º Ten QCO

Nenhum comentário: